Perdão: O que significa essa palavra tão usada?

pai-e-filho1

Oi pessoal,

Ontem quando eu preparava este texto para postar tive um problema e perdi tudo que havia escrito sobre renascimento e renovação. A Páscoa se passou e espero que todos tenham aproveitado este momento para refletir sobre si e sobre a vida. Acho que o mundo precisa muito disso. Portanto minha ideia inicial era postar este texto ontem para ser usado junto com toda a reflexão que o dia pedia,  mas como já estava tarde deixei para reescrever hoje, e antes de começar meu dia, resolvi abrir a caixa de emails do meu blog e ler algumas coisas que estavam la guardadas e ainda não tinha parado para ler ou organizar, encontrei um e-mail, enviado também por “ela”, que me levou a uma página de áudio e a uma experiência única. Confesso que com minha formação em psicologia, sou muito seleta ao ler ou vivenciar coisas a respeito, mas gostei demais de passar por esta experiência e ao final deste texto vou mostrar a vocês, que já terão lido sobre o perdão, uma forma bem interessante de repensar a nossa vida e ajudar até mesmo no perdão a nós mesmos.

Mais um texto da Jaqueline Salles:

“Perdoar é realmente necessário? E quando simplesmente não queremos ou não conseguimos?

Não existe a possibilidade de chegar em casa e ingerirmos doses ou comprimidos de sentimentos. Vivenciar esses sentimentos somente cada um de nós pode se permitir.

O quanto você tem vivenciado o perdão?

A palavra diz: PER – DÃO. Significa uma perda grande ou uma grande perda.

Mas perdemos o que ao perdoarmos? Pesos extras. Anh?

Imagina ter que caminhar o dia inteiro carregando voluntariamente uma pedra nas costas? É mais ou menos isso que fazemos quando não nos permitirmos perdoar.
Ai se encontra a pegadinha: “Quando não nos permitimos perdoar”.
Não perdoar não é o problema, o problema é ficarmos culpados em não conseguir perdoar.
Ou quando intelectualmente perdoamos mas não introjectamos esse perdão e repetidamente nos lembramos e relembramos daqueles que um dia nos fizeram mal. Ou que pensamos que nos fizeram mal.

O caminho do autoconhecimento passa necessariamente pelo caminho do perdão.
Mas o que muitas pessoas ainda não conseguem compreender é que o perdão é pessoal e intransferível, nunca é com o outro e sim com a gente mesmo.

Ser responsável pelas situações desagradáveis tem uma vantagem: nós também somos responsáveis pela revira volta, pela volta por cima, por mudar e transformar.

Perdoar é um exercício diário e universal, todos têm algo a trabalhar em relação ao perdão.
O perdão orgânico é a não necessidade de perdoar para ser feliz.
É a aceitação de que as coisas são como são e quem em algum nível da nossa consciência participamos das escolhas do que de ruim ou bom nos acontece.
Que tudo que vier seja bem-vindo, se for bom a gente deixa que fique.
Se for ruim, a gente aprende a lição e deixe que vá.
Esse perdão orgânico precisa ser sentido do fundo do ser.”

Este texto esta resumido e claro pode ser lido na íntegra, lá no blog dela: somostodosum.ig.com.br, e agora vou direcionar o link do áudio que comentei la no inicio do texto, e ainda peço que me digam o que acharam da experiência que tiverem ao ouvi-lo. Confesso; foi deliciosamente acolhedor sentir o que me despertou.

Uma boa semana a todos.

Audio: Como cuidar da sua criança inteiror.

Anúncios

3 comentários sobre “Perdão: O que significa essa palavra tão usada?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s