Passos de uma “arte” que nem todos conhecem.

Bom dia pessoal!!!

Hoje vou falar sobre os diversos momentos que passamos sozinhos com nossos trabalhos, nosso artesanato. Aquele momento que ninguém fala, pois tem vergonha ou acha que só acontece consigo mesmo. Momento artesão de mdf, ou até mesmo outros que passam por coisas semelhantes ou até iguais.

O início, quando você esta de frente para uma linda peça a ser pintada, e precisa tirar todos os preguinhos e fechos da peça para não passar o pincel por cima, você tem duas opções:

primeiro: ninguém está olhando e vou fazer com os fechos mesmo. Você começa e quando vê já esta tudo sujo e você fica horas tentando remover a tinta que caiu naqueles locais, ou,

segundo: muito bem humorada, você caprichosamente pega a chave de fenda para soltar cada preguinho e, só nós artesões sabemos o quanto aqueles danados são pequenos, e de repente, não mais que de repente, você se vê fazendo caretas, muita força, rodopiando o corpo, o braço, reclamando, pois o bendito preguinho não quer sair da peça! Quem já passou por isso?

E não teve nenhuma pessoa para ajudar? Ninguém lhe filmou? Que pena, mas finalmente você conseguiu soltar todos eles e agora estão rodopiando em sua mesa a procura de um local seguro para não sumirem? Acredito que sempre pensamos: Poxa, preciso de uma caixinha segura para eles, mas começamos o trabalho e esquecemos deste detalhe até a próxima peça quando começamos tudo novamente.

Próximo passo, pintar e lixar, ai ai… então novamente solitária, você se vê pintando a peça e torcendo para secar logo pois assim não vai usar seu secador e pode economizar na energia e ja prepara tudo para lixar, mas como ainda pode estar úmido, você pára e bebe uma água, da um telefonema ou coisas do tipo, e volta para lixar, mas apesar de ter mascaras, elas esquentam e nem estão por perto e ” poxa é só uma peça, que vai lixar hoje!” . Você entusiasmada começa e junto com a lixa começa a subir aquele pó fininho nas suas narinas, depois toma toda a mesa e o chão, mas você pensa que logo em seguida é so passar um pano úmido e esta tudo ok.

Quando você termina, descobre que esta com o rosto esbranquiçado e quase toma um banho na pia de seu atelier, isso se tiver um, caso contrário você vai para o chuveiro de casa mesmo. Como o tempo urge, você volta cheia de idéias para fazer.

Não? Como não? Está sem idéias? Não foi uma encomenda e você nem sabe a cor que vai começar? Ahhhh, foi sim uma encomenda e você neste exato momento começa a pensar em tudo que sua cliente lhe disse e você tenta adivinhar o que ela exatamente quis dizer com aquilo pra que o resultado fiquei como ela espera?

Normal, faz parte da profissão.

Por fim, você senta para começar e coloca o papel, pega a tesoura, mede e de repente escuta um estrondo, mas foi ali na sua mesa mesmo! Ao melhor naquele seu chão de tacos, pois você ainda não adequou seu espaço e esta compartilhando ele com outras da sua família.

Mas voltando ao acidente…ora foi o vidro enorme, o maior que tinha em casa, estava aberto pois você esqueceu de fechar na ultima peça que fez e apesar da tampa ele não tinha fechado o suficiente e agora seu verniz pinga na mesa e da mesa para a cadeira e da cadeira para o chão encontrando uma enorme poça alem de respingos que vão pela parede e até em outras cadeiras, de pano, claro, e você perde horas do seu trabalho limpando tudo aquilo rapidamente para que não cole de vez nas coisas afinal é verniz. Quando percebe que gotas de suor caem de sua testa. Você para tudo e se ainda não tomou o banho para tirar o pó, com certeza vai precisar dele nesse momento.

Gente, sei que muitas coisas assim acontecem, e nessas horas estamos sozinhos para resolver qualquer coisa e isso da uma tremenda vontade de desistir, mas o que mais me pergunto é: Por que as pessoas cobram tão pouco por tanto trabalho?

Que tal falarmos disso mais adiante, por hoje é só.

Tenham um bom dia de trabalho, sem tantos acidentes. 😉

Ps 1: Conte pra mim sua história, seus acidentes iria adorar compartilhar com os outros aqui. Meu e-mail pessoal é rosannemsn@hotmail.com

Ps 2: o final desta peça ainda não aconteceu, parei para dar uma respirada antes do banho, e sim, isso aconteceu de verdade comigo, todos estes passos e muito mais…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s